17/05/2017 às 10:54h
Não estou fazendo isso por vingança, garante Zaque
Celly Silva/GD

Após a especulação de que teria agido por vingança ao denunciar esquema de espionagem contra autoridades, advogados e jornalistas por membros do alto escalão do governo, o promotor Mauro Zaque negou viés pessoal em sua postura.

João Vieira
Promotor nega motivações pessoais em denúncia contra o governo 

“Eu não estou fazendo isso por vingança. Não nutro nenhum tipo de ressentimento, de rancor, nada com relação ao governador. Isso é uma amizade de 20 anos, mas eu não posso em razão disso me omitir, isso jamais”.

O promotor ressaltou que a questão não limita-se ao interesse pessoal dele ou de quem foi grampeado, mas de toda a sociedade.

“Isso não é uma briga pessoal do Mauro Zaque com ninguém. Isso é uma questão de interesse de toda a sociedade, isso é uma questão de interesse de todo cidadão, das instituições porque se nós permitirmos que isso aconteça com qualquer um, nós estamos aceitando que amanhã isso venha acontecer conosco mesmo!”, alertou.

Segundo Zaque, não houve juízo de valor ao receber a denúncia anônima dando conta dos grampos ilegais e comunicá-lo ao governador. “Como agente público, eu não tenho escolha. Eu tinha que encaminhar! Não fiz juízo de valor, não acusei. Agora, eu tinha que encaminhar. Não podia me calar diante de uma coisa dessa”, justificou.

Além disso, o promotor aparenta estar tranqüilo quanto ao rumo das investigações na Procuradoria Geral da República, já que fez a sua parte. “Eu estou à disposição. Se a PGR entender que houve crime e que existem responsáveis, ela vai apurar. Se ela entender que não houve nada diante de tudo isso, tudo bem. Pra mim não faz a menor diferença”. 

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Bem Mais Comunicação - CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Jose Paulo DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 2121