18/06/2017 às 11:50h
Polícia Civil apreende menor e prende maior por morte de professor em Tangará da Serra

Assessoria | PJC-MT

Os dois jovens, um adolescente de 16 anos, e um maior de 18, detidos por suspeita da autoria da morte do professor Valdir Alves de Andrade, 46, na cidade de Tangará da Serra, foram autuados em flagrante por  latrocínio (roubo seguido de morte). A apreensão do menor, T.T.S, 16 anos, e a prisão do maior Wankley Borges Mattei, 18 anos, conhecido por "Gauchinho", ocorreram no sábado (18), nas investigações conduzidas pela Polícia Judiciária Civil.

Na sexta-feira (16), o corpo do professor foi encontrado em sua casa, com perfurações proveniente de faca. A residência não apresentava vestígio de arrombamento e do  imóvel, os policiais constataram que foram levados o celular da vítima e um veículo Ford KA, preto.

O adolescente confessou que se relacionava com o professor e que tinha acesso livre a casa dele. Em sua primeira versão à Polícia ele negou participação na morte, apontado o maior como autor.

O  menor alegou ter chegado na casa da vítima, entrou e em seguida o professor foi guardar o carro, quando foi abordado por Wankley, o "Gauchinho", tendo este esfaqueado a vítima. O menor contou ainda que tentou ajudar o professor e por conta disso apresentava  cortes nos dedos.  Mas depois, acabou confessando sua participação.

Ao ser preso, o comparsa Wankley contou aos policiais que o menor ligou para ele perguntando se sabia dirigir, pois havia pego o carro do primo. O maior foi até as proximidade da casa da vítima, onde o menor o aguardava e ambos seguiram até a casa do professor, onde Wankley retirou o carro da garagem, que foi deixado na rua lateral de uma escola, no Bairro Jardim do Sul. A chave do carro foi jogada em uma mata, já que o menor disse que tinha a chave reserva do veículo.

Ambos são usuários de droga, e, à princípio, a Polícia Civil acredita que o veículo tenha sido roubado para levantar dinheiro a fim de comprar entorpecentes.  "Primeiro o menor foi apreendido, depois capturamos o maior e fizemos o auto de prisão em flagrante e representamos pela preventiva do maior", disse o delegado João Romano.

O caso será finalizado pela Delegacia de Roubos e Furtos (Derf), do município.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Bem Mais Comunicação - CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Jose Paulo DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 2121