03/08/2017 às 06:52h
Eduardo Botelho diz que governo de Mato Grosso é incompetente

Flávia Borges/GD



O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), chamou o governo do Estado de incompetente e inerte. Questionado sobre o atraso na chegada de projetos importantes do Poder Executivo na Assembleia, Botelho foi taxativo.

"Estou irritado com toda essa lentidão. Estamos com o Estado parado. É uma incompetência da equipe toda do Governo".

O parlamentar se referiu ao envio da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) do Teto de Gastos e da reforma administrativa para a Assembleia, que deveria ter acontecido em dezembro do ano passado.

"Eu não falo mais nada. A lentidão no Governo está muito grande. Essa reforma era para dezembro, não veio até hoje. Já estamos no segundo semestre e não veio. Essa PEC (Teto de Gastos) era para vir em dezembro e não veio. Resumindo, não veio nada e não saiu nada. A inércia do Governo é tão grande que não dá mais para eu falar nada", criticou o presidente da Assembleia.

A PEC do Teto de Gastos é uma proposta que limita os investimentos públicos em Mato Grosso nos próximos anos que serão corrigidos apenas pelo índice da inflação do ano anterior e prevê congelamento salarial do funcionalismo público pelos próximos dois anos.

A lei é resultado de um acordo dos 27 governadores do país com o governo federal para ser beneficiado com o dinheiro da multa da repatriação de recursos mantidos no Exterior. Até o dia 20 deste mês, Mato Grosso aguarda a liberação de R$ 108 milhões que será investido exclusivamente na saúde pública.

Já sobre a reforma administrativa, o principal objetivo é economizar verbas e melhorar a arrecadação, o que pode ocorrer por meio de fusões entre pastas.

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Bem Mais Comunicação - CNPJ 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Jose Paulo DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 2121