01/12/2017 às 09:45h
Após prisão, pastor acusado de estupro diz que vai operar milagres

GD


Em liberdade há quase dois meses após ser preso sob a acusação de estupro de vulnerável de dois menores em Cuiabá, o pastor Paulo Roberto Alves garantiu sua inocência, disse que retornou à Igreja Assembleia de Deus e vai "operar milagres" pelo país.

Em um vídeo publicado em sua página em uma rede social, ele se diz surpreso com o “carinho” que obteve na igreja, mesmo após permanecer 183 dias na prisão. Ele foi preso em abril deste ano, depois de deixar 2 adolescentes, tia e sobrinha, em um ponto de ônibus na Avenida das Torres, em Cuiabá.

Reprodução

Pastor acusado de estupro sai da cadeia e diz que vai operar milagres

Ele é acusado de ter estuprado as menores e pago R$ 100 para a tia e R$ 50 para a sobrinha, após o ato. “Essa última luta que passei aí, vocês viram, foi provada a inocência: todos os exames deram negativo. Mas dispensa tecer comentários”.

“Ontem, no templo sede, retornando da ‘igreja mãe’, eu não sabia que o carinho da igreja e do ministério ia ser tão grande. Muita gente chorando e me abraçando. Realmente a gloria da segunda casa será maior que a primeira”, completou.

O pastor informa ainda que o presidente das igrejas evangélicas Assembleia de Deus em Mato Grosso, Sebastião Rodrigues, permitiu seu retorno à igreja. “Eu só queria deixar bem claro que o pastor Sebastião fez o pedido de ficar com ele, 90 dias aqui, e daqui 90 dias estou liberado para ir aonde as pernas aguentarem”, afirmou.

Ainda segundo o pastor, ele retorna ainda mais motivado para operar milagres. Ele é conhecido por ter afirmado que falou com Deus através de galinhas, e por ter sido curado de sete cânceres: no cérebro, "bigórnia" (parte interna do ouvido), garganta, ouvidos, estômago, ossos e sangue.

“Sou assembleiano novamente. Se preparem porque vocês nunca viram tantos milagres igual vocês vão ver nas minhas viagens em breve para a glória no nome de Jesus”, disse.

Ainda no vídeo, o pastor anuncia seu divórcio e conta que vive sozinho, pois desde que saiu da prisão não teve contato com a esposa. “Agora posso anunciar o divórcio. A senhora Yasmin, quando eu estava preso, ela anunciou publicamente o divórcio. Agora eu quero ter o prazer de confirmar, agora dou entrada no divórcio, porque agora eu voltei primeiro pra casa da mãe”, garantiu.

Ele ainda pede oração à esposa, para que ela obtenha uma “vitória também”. “Eu saí tem dois meses. A senhora Yasmin nunca me procurou ainda, ne? Mas glória Deus, oramos por ela. Que Deus vai dar uma grande vitória para ela também”.

Ele agradece ainda aos recados recebidos de 39 países apoiando sua decisão do retorno à Assembleia de Deus. “Eu quero agradecer vocês pelo carinho, não tem como responder mensagens, é muita gente. São centenas, centenas e centenas de mensagens chegando. Eu não dou conta, por isso estou agradecendo em todos nos meus endereços eletrônicos”. 

Veja o vídeo:

  

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2017 - Publicidade Nova Visão - CNPJ 07.296.611/0001-78. Jornalista responsável Jose Paulo Batista DRT MT- 000273 - Solange Priscila DRT MT- 002121