14/05/2020 às 09:42h
Polícia Federal faz busca em apartamento de luxo na Capital

Polícia Federal cumpre na manhã desta quinta-feira (14), mandado de busca e apreensão em um edifício de luxo, localizado no Jardim das Américas, em Cuiabá. Conforme apurado pela reportagem do , trata-se da 2º fase da Operação Amapá Shoyu, deflagrada pela PF do Amapá. 

 

O mandado de busca foi cumprido na casa de uma advogada, identificada inicialmente como D.S.S.B.C., idade não informada. Presidente do Tribunal de Defesa das Prerrogativas da OAB-MT, André Stumpf Jacob Gonçalves, está em viagem e informou que a OAB não foi informada do procedimento e que por isso, o mandado não poderia ser cumprido sem a presença deles. 

  

Por outro lado, agentes da PF informaram que entraram em contato com a ordem, mas que não tiveram retorno. Ainda afirmaram que não podiam deixar de cumprir o mandado pela ausência do membro da ordem. 

 

"Vai ter problema institucional, vamos tentar anular o ato, com a força da OAB Nacional, vamos representar esse delegado em todas as instâncias, civil e criminal. Ele vai ter que comprovar que ligou para nós", disse o presidente Strumpf por telefone à reportagem. 

 

1º Fase da Operação 

Na primeira fase da operação, deflagrada em fevereiro de 2019, a Polícia Federal desarticulou um esquema que beneficiava produtores de soja dentro do Instituto de Meio Ambiente e Ordenamento Territorial do Amapá (Imap). 

 

Na época, o presidente da instituição chegou a ser preso por tornar sem efeito as multas emitidas pelo Ibama. Em outros casos, simulavam documentos, reduzindo as multas, que variavam de R$ 200 mil a R$ 1 milhão, para o valor único de R$ 60 mil.

 

Foi estimado pela PF que o esquema causou R$ 7 milhões de prejuízo aos cofres públicos. 


Fonte: Gazeta Digital

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2020 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121