15/05/2020 às 11:23h
Com dezenas de convidados, Mauro entrega 210 novos leitos do Hospital Metropolitano em VG

Governo do Estado inaugurou nesta quinta-feira (14) a ampliação e reforma do Hospital Metropolitano, em Várzea Grande. Foram construídos, em aproximadamente 50 dias, 180 leitos de enfermaria e 30 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A obra foi anunciada em 23 de março pelo governador Mauro Mendes (DEM) e custou R$ 16,5 milhões, sendo R$ 10 milhões oriundos da Assembleia Legislativa, que abriu mão de parte do duodécimo.

 

O hospital já contava com 10 leitos de UTI e 58 de enfermaria, que passaram por reforma. Agora, a nova estrutura dispõe de 40 leitos de UTI e 238 leitos de enfermaria, um total de 278 leitos exclusivos para pacientes da covid-19 todos já equipados. Destes, 60 leitos de enfermaria podem ser transformados em de UTI, caso necessário.


Contudo, o hospital só deverá receber pacientes quando todos os leitos do Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá, estiverem ocupados. A Santa Casa dispõe de 147 leitos exclusivos para o tratamento de pessoas com a covid-19, sendo 30 de UTI e 110 de enfermarias. Um levantamento recente divulgado pelo governo estadual apontava taxa de ocupação de 6% na UTI, com apenas dois em uso.

 

Marcos Vergueiro - Secom

Inauguração Hospital Metropolitano Várzea Grande

 

"Está praticamente tudo pronto para começar a operação. Ainda bem que até o presente momento nós não tivemos o número de infectados que elevasse o número de internados para que nós precisássemos ativar esse hospital", disse Mauro Mendes em coletiva presencial no estacionamento do hospital. A cerimônia reuniu aproximadamente 100 pessoas.

 

Os novos leitos de UTI no Hospital metropolitano são divididos em 3 alas, sendo uma com 14 leitos e outras duas com 8 cada. Ficam distantes fisicamente umas das outras, pois os pacientes serão separados de acordo com os níveis de gravidade da doença que apresentarem.

 

Na coletiva, o governador disse que é quase impossível evitar a contaminação da população. Ponderou dizendo que o que não pode faltar são leitos para atendê-la. "Graças a Deus estamos conseguindo até o momento, estamos com baixa taxa de ocupação. Nós temos os equipamentos comprados que estão a caminho de Mato Grosso e, com isso, teremos condições de ampliar as UTIs daqui, da Baixada Cuiabana e nos nossos diversos hospitais parceiros em todo Mato Grosso", comentou.

 

Na sequência, Mauro destacou que enquanto Estados brasileiros optaram por fazer hospitais de campanha, Mato Grosso fazer uma obra definitiva. "E é o mais barato hospital construído na sua mesma categoria. Não existe no Brasil hoje nenhum hospital com esta qualidade e muito menos com esse preço. Isso é um exemplo incontestável da forma como nós estamos administrando o dinheiro público neste Estado", ressaltou o governador.

 

Na ocasião, estavam presentes ao lado do governador o senador Jayme Campos, os deputados estaduais Carlos Avalone e Max Russi, e o secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo. A prefeita de Várzea Grande Lucimar Campos participou apenas do ato de descerramento de placa. Além dos políticos, vários profissionais da saúde e outras áreas também foram convidados para a cerimônia de entrega dos leitos.

 

Eduarda Fernandes

Inauguração Hospital Metropolitano Várzea Grande

 

No estacionamento, foram montadas tendas e colocadas cadeiras para os convidados e para a imprensa. Sem uma logísitica bem estabelecida, durante quase todo o tour da imprensa, e depois do governador e sua comitiva e convidados, houve aglomeração de pessoas.

 

 




Fonte: Gazeta Digital 

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2020 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121