30/07/2020 às 10:20h
Por baixa produtividade, juíza recebe punição de aposentadoria compulsória
PELO TJ
Thiago Andrade e Pablo Rodrigo/GD

O Órgão Especial do Tribunal de Justiça decidiu nesta quinta-feira (30) aposentar compulsoariamente a juíza Flávia Catarina Oliveira Amorim Reis, da Vara Especializada de Fazenda Pública de Cuiabá. por conta da baixa produtividade. Ela foi alvo de um Processo Administratativo Disciplinar (PAD).

 

Foram 13 votos pela punição da juíza, sendo que 8 desembargadores votaram pela aposendatadoria compulsória da magistradas, 4 desembargadores disponibilidade da juíza por dois anos (afastamento da função) e um desembargador votou a favor de uma censura à magistrada. 

 

Da decisão, cabe recurso ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), órgão que disciplina a atuação de magistrados de todo Brasil. 

 

A aposentadoria compulsória é a mais grave das 5 penas disciplináveis aplicadas aos magistrados. Eles são aposentados para ser impedido de exercer a profissão, mas recebe seus ganhos proporcionais.

 

O Tribunal de Justiça disse que o processo corre em segredo de justiça no Órgão Especial e aguarda a publicação da decisão para ter acesso ao autos. 

 

Espalhe por ai:
Link:
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2020 - SOLANGE PRISCILA DE SOUZA - CNPJ: 15.349.563/0001-67. Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121