12/01/2021 às 05:23h
Presidente Jair Bolsonaro diz que reza para 'não fecharem tudo de novo' no país

Valter Campanato/Agencia Brasil

Valter Campanato/Agencia Brasil

O presidente Jair Bolsonaro declarou nesta terça-feira (12), durante a cerimônia de aniversário de 160 anos da Caixa, que reza para que governadores e prefeitos não fechem de novo seus Estados e municípios para combater o avanço da covid-19. Ele voltou a dizer que vida e economia andam juntas.

 

Bolsonaro declarou que a "política não pensada do feche tudo, a economia a gente vê depois" por pouco não causou uma crise ainda maior no país. "Peço a Deus para iluminar os prefeitos e governadores para não fecharem tudo."

 

Segundo o presidente, o governo federal soube dar as respostas que o povo precisava em meio à pandemia. Citou a descoberta dos "invisíveis", 38 milhões de brasileiros que jamais haviam recebido qualquer benefício público, mas foram assistidos pelo auxílio emergencial, e as medidas do Ministério da Economia para preservar os empregos.

 

"Um governo, um povo, que mesmo em momentos difíceis, superou desafios, respeitamos a todos e trabalhamos arduamente. Nós não esmorecemos, buscamos alternativas. Um governo que não ceifou um só emprego, muito pelo contrário: manteve milhões de empregados pelo Brasil."

 

Bolsonaro declarou também que o governo está cada vez mais alinhado com o Congresso e disse que nunca em uma gestão federal a imprensa teve tanta liberdade. peço a deus para que ilumine governadores e prefeitos para que não fechem tudo.

 

"Vocês nunca tiveram tanta liberdade como no meu governo, nunca se ouviu falar nesse governo em controle da mídia. Eu lamento o fechamento e a censura às mídias sociais. Elas não concorrem com vocês, uma segue paralela à outra", analisou.

 

Antes de Bolsonaro, falou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, que declarou que o banco já se desfez de 70 edifícios desde o início da atual gestão, há dois anos, e vai devolver mais 100 imóveis nos próximos anos.

 

Além do presidente e da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, estavam no evento o vice Hamilton Mourão, e os ministros Paulo Guedes, da Economia, Walter Braga Netto, da Casa Civil, e Onyx Lorenzoni, da Cidadania. Só Michelle e Guedes usavam máscara.

 

O ministro do Turismo, Gilson Machado, apareceu no meio da festa, tocando acordeon ao lado da banda que executava as músicas do evento.

Espalhe por ai:
Link:
Esportes
ESPORTEFUTEBOL
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2021 - Grupo Nova Visão de Comunicação - /Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121