04/02/2021 às 07:02h
Estudo avalia combinação das vacinas de Oxford e da Pfizer
Mariana Rosário

O governo do Reino Unido anunciou nesta quinta-feira, 4, que fará um teste em que combina doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford (e produzida pela farmacêutica AstraZeneca) e do imunizante da Pfizer. 

Em nota, o governo local informou que, se o estudo mostrar resultados promissores, será possível "considerar a revisão da abordagem do regime de vacinas, mas apenas se for comprovado como seguro e recomendado pelo Comitê Conjunto de Vacinação e Imunização". 

 A ideia é mesclar diferentes cenários e compreender de que maneira as vacinas se tornam mais eficazes. São oito combinações que alteram a ordem de aplicação dos imunizantes, o tempo de pausa (entre 28 dias e 12 semanas) e, inclusive, o uso das vacinas sozinhas. 

São esperados cerca de 800 voluntários acima de 50 anos em oito locais diferentes em toda a Inglaterra – incluindo Londres, Birmingham e Liverpool. Intercambiar doses, dizem especialistas em imunização, pode facilitar a logística de grandes programas de vacinação. Em dezembro, a Universidade de Oxford anunciou cooperação semelhante com a vacina do Instuto Gamaleya, a russa Sputnik V.
Espalhe por ai:
Link:
Esportes
ESPORTEFUTEBOL
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2021 - Grupo Nova Visão de Comunicação - /Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121