26/08/2021 às 12:40h
Atuação de Thiago Maia reacende discussão sobre meio de campo do Flamengo
Matheus Dantas

A entrada de Thiago Maia foi um dos aspectos aspectos que levou o Flamengo a golear o Grêmio por 4 a 0 e encaminhar a classificação para as semifinais da Copa do Brasil. Acionado por Renato Gaúcho na volta do intervalo, o camisa 8 devolveu ao time a intensidade que faltou no primeiro tempo e protegeu a entrada da área. A atuação, se ainda não colocou uma dúvida na cabeça do técnico, ao menos reacendeu a discussão sobre a formação do meio de campo.

Desde que chegou ao Ninho do Urubu, Renato devolveu Willian Arão ao meio de campo e escolheu Diego como seu parceiro à frente da zaga em nove jogos, atuando atrás dos "intocáveis" Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol, formação que voltou a funcionar em potência total. A alternativa por Thiago Maia dá ao técnico um reforço físico no setor que, caso não seja ideal em todos jogos, será importante em duelos como o diante do Grêmio na Arena.

Diego já mostrou estar adaptado e capaz de fazer a função, contribuindo muito na saída de bola com qualidade. Por outro lado, Thiago Maia entrega maior intensidade, força nos duelos individuais e não deixa de entregar na distribuição, tendo o passe longo como uma de suas principais características.

Após sofrer com uma grave lesão no joelho esquerdo, que o afastou dos jogos entre novembro e julho, e recuperado da Covid-19, Thiago Maia busca ter uma sequência entre os titulares do Flamengo. Seu contrato de empréstimo com o clube da Gávea é válido até junho de 2022. O atleta pertence ao Lille, da França.


Espalhe por ai:
Link:
Esportes
ESPORTEFUTEBOL
Publicidade
Power by
Todos os direitos reservados. 2009-2021 - Grupo Nova Visão de Comunicação - /Jornalista responsável Solange Priscila DRT MT- 002121